Ministro do Turismo admite falhas do CA da TACV na renovação do certificado de operador de país terceiro

22 de julho de 2022

A+ A-

As declarações do ministro o Turismo e Transportes ao programa Quarta à Noite da RCV em que admite falhas por parte do Conselho da Administração da TACV na renovação do certificado de operador de país terceiro, têm provocado reações dos partidos politicos com assento no Parlamentar.

A UCID reage com tristeza e afirma ser inadmissível o facto de o Ministro do Turismo e Transportes ter admitido falhas no processo junto da Agência Europeia de Segurança Aérea, numa matéria, diz  o presidente do partido, João Santos Luís, importante e que mexe com a imagem do país.

O PAICV, por seu lado, afirma ser desnecessária a realização de qualquer tipo de inquérito. Démis Lobo Almeida, porta-voz do partido, fala em falha básica e grave, mas sobretudo que o Conselho de Administração da TACV deve esclarecer ao Governo e à opinião pública sobre os custos da falha que levou à perda do certificado.

Já, do lado do MPD, a Secretária-geral do partido, Filomena Delgado, sublinha o facto de a companhia ter recuperado a certificação junto da EASA, mas concorda com a decisão do Governo de avançar com um inquérito interno para se apurar os factos.

 

RTC Online, com RCV