Cuidadoras de infância recebem formação para melhor qualidficação e reconhecimento a profissão

21 de dezembro de 2020

A+ A-

Emprego decente e em bases legais é a finalidade de formação que 50 cuidadoras de infância da cidade da Praia concluem hoje.

 

A coordenadora do programa nacional de Cuidados, Rosária Almeida, garante que, com as qualificações agora obtidas, as cuidadoras estão preparadas para trabalhar com a infância.

Com a retoma gradual das atividades das creches, quer a Direção Geral da Família e Inclusão Social que as cuidadoras de infância tenham, não só, condições para garantir melhores cuidados às crianças, mas também serem reconhecidas e melhores remuneradas.

É que, como explica a coordenadora do Programa Nacional dos Cuidados – Rosária Almeida, a pandemia afetou severamente esta categoria profissional.

Com a formação profissional que agora termina, garante Rosária Almeida, as 50 cuidadoras de infância estão em condições de desempenhar a sua função num quadro legal e ter um emprego decente. Estão, também, melhores qualificadas para atuarem em creches. 

Nelceline Moreno, uma das formandas, diz que fazia-lhe falta uma capacitação na área de cuidados. Enquanto beneficiária, diz-se, a partir de agora, pronta para cuidar e educar. 

A formação de Cuidadoras de Infância tem sido ministrada um pouco por todo o país como forma de gerar empregos decente e legal. 

Esta mesma formação decorre, em simultâneo, nos dois municípios de São Nicolau e deverá iniciar, em Janeiro do próximo ano, nos concelhos do Paúl e Porto Novo em Santo Antão.

Na cidade da Praia, os certificados são, hoje, entregues às 50 cuidadoras de infância.

 

Hermen Alfredo - RCV

Disponibilizado online - Multimédia/RTC

Peça na íntegra, pela jornalista Hermen Alfredo - RCV


Artigos Relacionados