Abraão Vicente: “em parte a manifestação realizada foi uma farsa”

16 de janeiro de 2021

A+ A-

O Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas reage à manifestação dos agentes culturais realizada na passada quinta-feira. Abraão Vicente garante que o Governo é empático para com o setor, mas lembra que o domínio da cultura não se resume a música e ao entretenimento.

Abraão Vicente vai ainda mais longe afirmando que, em parte a manifestação realizada foi uma farsa, pois segundo o mesmo trata-se de uma diligência dos promotores culturais e não dos agente culturais, como se fez entender.

O ministério tem consciência de que a classe artística tem passado dificuldades e que 2020 não foi um ano extraordinário, afiançou o Ministro da Cultura e das Industrias Criativas, que se encontra na ilha da Boa Vista, para uma visita de dois dias. Abraão Vicente que ainda fala da transferência de mais de cinco milhões de escudos cabo-verdianos destinados aos criadores e artistas.

Abraão Vicente garante que nem todas as áreas artísticas estiveram representadas na manifestação e que é primordial que o setor se formalize.

Ministro da Cultura e das Industrias Criativas explica ainda que a medidas de flexibilidade, para a realização dos eventos culturais anunciadas anteontem pelo Primeiro-ministro, mostra a empatia do executivo com a causa dos artistas e criadores. Porém ressalva que Cabo Verde não deve baixar a guarda contra o novo coronavírus.  

Nany Vaz / RCV

Reportagem RCV