Os produtos cabo-verdianos podem entrar no mercado europeu sem pagar taxas aduaneiras

26 de janeiro de 2021

Sofia Moreira de Sousa, Embaixadora da UE em Cabo Verde
A+ A-

O reparo é da Embaixadora Sofia Moreira de Sousa e isso vem a propósito da tão propalada derrogação que permite exportar para Europa peixe de origem diversa. 


Cabo Verde é um dos 9 países em todo o mundo que beneficiam dessa possibilidade e e no caso do pescado a União Europeia nem sequer coloca uma cota de quantidades.

E aqui é que a derrogação da norma geral…os operadores comerciais, neste caso, a Frescomar, dizem que falta no mercado nacional peixe suficiente para exportar para a União Europeia.

A embaixadora da União Europeia em Cabo Verde alerta que deve ser encontrada uma solução definitiva para evitar os sucessivos pedidos de derrogação.
 
Sofia Moreira de Sousa assegura que do lado da embaixada tudo está a ser feito para acelerar uma tomada de decisão por parte dos serviços centrais da União Europeia.

Tudo indica que uma decisão sobre o pedido do governo pode ser anunciada a qualquer momento.

A entrevista integral concedida à RCV pela embaixadora da União Europeia em baixo.


Disponibilizado online - Multimédia RTC

Entrevista de Sofia Moreira de Sousa, Embaixadora da UE em Cabo Verde à RCV