ICIEG faz balanço dos resultados da lei da paridade nas autárquicas de 2020

09 de fevereiro de 2021

Rosana Almeida, presidente do Instituto Cabo-verdiano de Igualdade e Equidade de Género
A+ A-

A presidente do Instituto Cabo-verdiano de Igualdade e Equidade de Género reúne-se esta manhã com representantes dos partidos políticos, para reflexão sobre os eventuais desafios que poderão vir a pôr em causa a efetiva aplicação da lei da paridade nas próximas eleições.

 

O ganho a que se refere a Presidente do ICIEG é o da representação equilibrada entre homens e mulheres na esfera política, aliás, o balanço das autárquicas mostram um aumento de mulheres eleitas na ordem de 25 por cento.

Com a lei da paridade, 40.6 por cento de mulheres conseguiram, nas eleições autárquicas de 25 de Outubro do ano passado, ocupar cargos de vereadores e 41.8 por cento os cargos de deputado municipal.

A presidência das Assembleias Municipais é a que tem mais mulheres, 40.9 por cento, um ganho que Rosana Almeida atribui a todos os intervenientes no processo.

Apesar desse aumento considerável, o ICIEG, diz Rosana Almeida, quer, antes das eleições legislativas marcadas para Abril, fazer recomendações aos partidos políticos para uma participação política paritária.

Rosana Almeida quer garantir o cumprimento escrupuloso da lei da paridade.

 

RCV/Praia
Edição para disponibilização online - RTC Multimédia (Estagiária - com supervisisão)

Peça na íntegra, pela jornalista Hermen Alfredo - RCV


Artigos Relacionados