Dívida pública do país atingiu um recorde de mais de 257 milhões de escudos em Janeiro

02 de março de 2021

Olavo Correia, Vice Primeiro-ministro e Ministro das Finanças
A+ A-

 


Valor máximo histórico da dívida pública equivale, hoje, a 142,7% do PIB. Foi necessário recorrer ao aumento da dívida pública para que fosse possível gerir os efeitos da pandemia e evitar o colapso do país.

 

Esta é a justificativa do Vice Primeiro-ministro e Ministro das Finanças, Olavo Correia, ao comentar o valor máximo histórico da dívida pública que equivale, hoje, a 142,7 porcento do Produto Interno Bruto, estimado pelo Governo para 2021.

Em reacção às informações constantes na síntese da execução orçamental, o Presidente da UCID considera que a dívida pública de Cabo Verde não foi devidamente equacionada e que ela poderá ultrapassar os 150 por cento do Produto Interno Bruto.

A dívida pública aumentou 6,1 porcento em relação ao mesmo período de 2020 - ainda antes dos efeitos da pandemia de Covid-19 - e a previsão do governo é que continue a aumentar até final deste ano, ainda em decorrência da recessão económica provocada pela pandemia.

No final do terceiro trimestre de 2020, a dívida pública de Cabo Verde já tinha subido para equivalente a 137,6% do PIB.

O Governo justifica o agravamento da dívida em função do PIB com o aumento nominal do valor do endividamento e pela própria queda do PIB, em 2020 e ainda em 2021, com o país em recessão económica, “como consequência do impacto da crise económica provocada pela pandemia da covid-19”.


RTC Multimédia
Disponibilização online (Estagiária - com supervisão)



Artigos Relacionados