Jogos Olímpicos: nadadores Troy e Jayla Pina já chegaram a Tóquio

19 de julho de 2021

A+ A-

Chegaram há momentos a Tóquio os dois primeiros atletas cabo-verdianos que vão estar nos Jogos Olímpicos. Trata-se dos nadadores Troy e Jayla Pina, que viajaram diretamente dos Estados Unidos.

Entretanto, outros atletas e membros da caravana que deveriam ter partido no fim-de-semana, ficaram retidos em Lisboa, devido a greve da Groundforce, a principal empresa de handling em Portugal.

A RCV conversou há momentos com o chefe da missão cabo-verdiana aos Jogos Olimpicos. Leonardo Cunha já está em Tóquio e, a partir da capital japonesa, fez o ponto de situação. “A greve causou da Groundforce em Lisboa causou algum transtorno. Alguns membros da comitiva tinham voos com escala em Lisboa.Tivemos reemitir novas passagens e garantir a presença dos elementos da delegação no Tóquio. Entre as atletas apenas a ginasta Marcia foi afetada. Ela deveria seguir para Rússia para um estágio, terá 2 dias de atrasocom esta situação ”

A própria presidente do Comité Olímpico Cabo-verdiano, Filomena Fortes, e o médico Humberto Évora, também ficaram retidos em Lisboa. Entretanto, chegaram esta manhã, já tarde no Japão, os dois primeiros atletas cabo-verdianos, os nadadores Jayla e Troy Pina.

Até o dia 22, próxima quinta-feira, prevê-se que estejam em Tóquio cinco dos seis atletas cabo-verdianos. A ultima a chegar será a ginasta Marcia Lopes, que só entra em competição no dia 06 de agosto.

Os Jogos Olímpicos Tóquio 2020 acontecem num contexto de muitas restrições devido a pandemia da Covid-19. Leonardo Cunha diz que até ontem a vila olímpica em Tóquio estava muito calmo, mas já se nota um movimento diferente.

Segundo avança a RTP, a greve da Groundoforce impediu a realização de 321 dos 515 voos previstos para domingo no aeroporto de Lisboa, o mais afetado. Ontem, foram cancelados em todo o país mais de 300 voos, este domingo quase 377. As queixas dos passageiros repetem-se, devido à falta de responsabilização e à incerteza.