Empresas de Segurança não estão a cumprir a grelha salarial resultante do acordo coletivo de trabalho, SINTSEL

08 de setembro de 2021

A+ A-

Apenas duas empresas de segurança privada estão a aplicar parcialmente a nova grelha salarial resultante do acordo coletivo de trabalho em vigor desde maio, a denúncia é do presidente do SINTSEL, Sindicato Nacional de Agentes de Segurança Pública e Privada.

Manuel Barros revela que, nos últimos dias, a direção do sindicato tem-se desdobrado em contactos com entidades públicas e empresas de segurança privada com objetivo de dar a conhecer a insatisfação dos vigilantes e apelar ao cumprimento da lei.

O sindicalista avisa que, caso a situação persistir, os vigilantes podem adotar novas formas de luta.

O Presidente do Sindicato Nacional de Agentes de Segurança Pública e Privada quer ver ultrapassado este braço de ferro em que todos ficam a perder, vigilantes, empresas e o próprio Governo.

 



Programação

Ainda esta Semana

Últimos Vídeos

Últimos Áudios