São ilegais os novos preços de viagens anunciados pelo SINCOP - ARME

13 de outubro de 2021

A+ A-

A fixação unilateral de novos preços de viagens interurbanas de passageiros anunciada pelo Sindicado Nacional dos Condutores Profissionais (SINCOP) para vigorar a partir de sexta-feira, não tem qualquer suporte jurídico.

Em declarações à RCV, o Administrador da Agência Reguladora Multissectorial da Economia, disse que o SINCOP esta informado de que o quadro legal precisa ser revisto, para permitir a adequação dos estatutos da ARME.

João Gomes realça que a Agência está disponível para trabalhar junto com o Sindicado para encontrar a melhor solução, como tem acontecido com outras organizações.

De acordo com a tabela dos hiacistas, o percurso Assomada/Praia e vice-versa aumentaria cinquenta escudos, passaria de 250 para 300 escudos.

O SINCOP justifica a subida com os sucessivos aumentos de combustíveis e a insustentabilidade do serviço de transportes coletivos interurbanos de passageiros.

 

RTC Online, com RCV (Óscar Monteiro)

Disponibilizado Online por: Marcos Fonseca



Artigos Relacionados