Autarcas do PAICV querem desempenho cada vez mais qualificado dos Municípios

23 de novembro de 2021

A+ A-

A Associação dos Autarcas do PAICV quer um desempenho cada vez mais qualificado dos Municípios, em todos os domínios do desenvolvimento local, perante a nova configuração do mapa autárquico, saído das mais recentes eleições locais, em que o partido passou de duas para oito Câmaras.

A organização tambarina realiza o seu III Congresso, nos dias 27 e 28, na Capital, de olhos postos nos próximos embates eleitorais em 2024 e no aprimoramento do papel dos representantes locais face aos desafios da crise económica e social e da pandemia da Covid-19.

Dado o contexto de crise económica e sanitária atual, e a importância, que atribui às Autarquias Locais, enquanto instituições democraticamente eleitas mais próximas das populações, nomeadamente, na melhoria da qualidade de vida dos munícipes, ressalta o Secretário-Geral Adjunto, Américo Nascimento, o partido definiu um conjunto de objetivos para onde são poder, seja onde têm o papel de oposição democrática.

Nascimento destaca, que é este o enquadramento, mas também a nova configuração autárquica saída das Eleições locais de 2020, pela qual, o PAICV deixou de ser poder em apenas duas Câmaras para passar a deter oito Câmaras Municipais do país.

Defende a Associação dos Autarcas do PAICV, a formulação de novas ideias e políticas inovadoras, para fazer face aos desafios das comunidades, com inclusão social e qualidade de vida ambiental. 

O III Congresso dos Autarcas do PAICV contará com 120 participantes, dos quais 64 são Delegados.

 

RTC Online, com RCV



Artigos Relacionados