Laboratório central de virologia da Praia está a receber mais de 800 amostras por dia para processar pela tecnica PCR-RT

07 de janeiro de 2022

A+ A-

O laboratório central de virologia da Praia está a receber mais de 800 amostras por dia para processar pela tecnica PCR-RT. A principal causa, segundo a Presidente do INSP, Instituto Nacional de Saúde Pública, que justifica o aumento do tempo de espera dos resultados.

Maria da Luz Lima anuncia que já está ativado um segundo laboratório para casos Covid-19 – o entomologia médica. Mas ainda assim a demanda é elevada para a capacidade resposta diária dos dois laborários.

A par da sobrecarga horária dos 10 técnicos dos dois laborários e que estão a trabalhar até meia-noite há ainda o problema da falta de reagentes para o extrador automático e daí resulta que todo o procedimento é feito manualmente.

A Presidente do INSP está convencida que a situação vai melhorar com a chegada dos reagentes e o recrutamento de mais técnicos de laboratório. Aliás, Maria da Luz Lima lembra que há no país técnicos na área de biologia molecular e de diagnóstico da Covid-19 formados pelo laboratório de virulogia.

Artigos Relacionados